Search

Como conseguir capital de giro para sua fazenda

Em algum momento, você já precisou de capital de giro rural para a sua fazenda? Saiba que é possível pleitear recursos para todos os tipos de atividades da sua propriedade, desde as mais simples até as significativas.

Esses recursos podem ser utilizados, por exemplo, para serviços rurais, aumento da produção e muito mais. 

Que tal entender um pouco sobre como funciona um capital de giro rural e como obtê-lo com mais facilidade? Continue lendo o nosso artigo!

 Capital de giro: o que significa?

Capital de giro rural é, basicamente, um dinheiro usado para custear as produções agrícolas de uma fazenda. Como mencionamos no início deste artigo, esse recurso pode ser usado para a compra de insumos, manutenções e até pagamento de salários.

O capital de giro também pode ser aplicado de diferentes maneiras, assim, como em despesas de um período mais curto ou até como uma reserva financeira para custear situações emergenciais ao longo da sua produção agrícola. 

 Principais tipos de capital de giro agrícola

Ao todo, são quatro tipos de capital de giro agrícola: líquido, negativo, giro próprio e capital de giro associado a investimentos.

Para ficar mais claro e de fácil entendimento, vamos detalhar logo abaixo cada uma dessas modalidades:

 Giro negativo

Esse tipo de capital de giro em situações em que o valor das dívidas são superiores aos recursos em caixa e os bens de capital de uma fazenda. Lembrando que o negativo deve ser concedido para um curto prazo e de forma temporária. 

 Líquido

O capital de giro líquido é o valor que sobra depois de fazer a subtração do passivo circulante  do ativo circulante. 

Para que esse capital possa ser liquidado rapidamente, é necessário que sua fazenda tenha uma arrecadação futura de curto prazo.    

 Associado a investimentos 

Já o capital associado a investimentos é usado para cobrir despesas com diferentes tipos de investimentos para a propriedade rural, como a aquisição de equipamentos ou ampliação de edifícios, por exemplo. 

 Giro próprio

Esse capital de giro rural próprio é aquele onde a uma fazenda possui uma gestão financeira de qualidade e, por isso, não necessita de empréstimos, pois, o gestor rural já tem um dinheiro separado para as atividades.  

 Como o capital de giro rural é calculado?

Para calcular o capital de giro, é preciso fazer uma somatória das contas a receber, mas sem contar as contas a pagar. 

Capital de giro = (contas a receber + estoque na propriedade) – (somatória das contas a pagar + impostos e despesas da safra ou de um período específico).

Por meio dessa conta simples, você consegue saber se sua empresa rural está com a situação financeira confortável. Quanto maior for o resultado positivo da conta acima, melhor.

 Em quais atividades é possível usar esse recurso?

Já mencionamos onde os recursos podem ser usados, mas é bom listar todas as situações que viabilizam a utilização do capital de giro rural. Entre elas estão manutenção de equipamentos, compra de utensílios e ferramentas, maquinários, etc.

Além disso, é possível usá-lo ainda para as consertos em atividades em campo, áreas administrativas, agroindústria e edifícios. 

Esse dinheiro também pode ser destinado para a compra de insumos, pagamento de impostos, salários, geração de fluxo de caixa, etc

 Dicas para fazer uma boa gestão do capital de giro rural

Não basta obter um capital de giro rural para a sua fazenda, para garantir que o recurso seja usado corretamente e de forma segura, é preciso fazer uma boa gestão dos valores. 

Com o dinheiro em mão, uma dica é adquirir materiais ou mesmo equipamentos à vista, pois, normalmente, nesta modalidade de pagamento, há descontos, reduzindo o seu investimento. 

Ao fazer um fluxo de caixa, não deixe de acompanhar a evolução dos preços de produtos e serviços, para fazer mudanças, se necessário, na margem de lucro da sua produção agrícola. 

Outra dica fundamental para uma boa gestão agrícola é reduzir os custos de produção e evitar gastos extras para enxugar as contas. 

Um cuidado importante é fazer um planejamento adequado do capital de giro rural, que deve seguir as mesmas recomendações da obtenção do crédito rural. Por isso, ao fazer o planejamento do uso do recurso, é preciso ter disciplina e muita cautela. 

Uma dica é ampliar o capital de giro por meio do aumento da sua produção agrícola, que pode ser feita de diferentes formas, como melhorar a qualidade do grão ou buscar novas oportunidades de mercado. 

Essas iniciativas podem te ajudar a conquistar mais recursos para custear a sua próxima safra, sem precisar pleitear empréstimos ou financiamentos. 

Parceria Econt e Creditares

Se você tem interesse em obter um capital de giro rural, saiba que, nós, da Econt Sistemas, firmamos uma parceria com a Creditares para viabilizar o crédito rural de maneira ágil, segura e transparente por meio do sistema Econt Agro.

A proposta é desburocratizar a oferta de financiamento para o produtor rural dentro da nossa plataforma.

Essa funcionalidade já está disponível para os produtores, que podem usufruir dessa facilidade obtendo propostas simultâneas de diversos financiadores, como bancos e fundos, podendo então escolher com mais liberdade em termos de finalidade, taxas e prazos.

A grande vantagem é que os produtores rurais não precisam mais despender seu tempo levantando informações e passando pelo lento processo em diferentes instituições, já que, isso agora está na palma da mão de um jeito rápido, simples e intuitivo.

A partir dessa nova parceria, você, produtor rural, tem acesso às mais diversas ofertas de crédito, melhores condições de taxas de juros, acompanhamento especializado, além de obter informações e diagnóstico de crédito diretamente no nosso sistema.

Conclusão

Ficou mais claro o que é capital de giro, principais categorias e como fazer a gestão desse recurso? 

Se quer saber mais sobre o tema e ainda entender como obter capital de giro para a sua fazenda de forma facilitada, temos um ebook completo sobre o tema. Clique aqui!

Não deixe também de conhecer a Econt Sistemas, que reúne soluções eficazes e essenciais para o Agronegócio.

O nosso sistema contribui para uma gestão eficiente, precisa, produtiva e automatizada que une a gestão financeira e o gerenciamento da sua lavoura, integrando rotinas financeiras à gestão agrícola. 

Com o nosso sistema, você poderá emitir documentos eletrônicos, fazer gestão de contrato de grãos, pedidos de compras, controle de rentabilidade, gerenciamento do fluxo de caixa, colheita e produtividade, romaneio, planejamento de safra e muito mais.

Acesse o nosso site e entenda melhor como o nosso sistema pode te ajudar a fazer a gestão financeira e contábil da sua Fazenda.

Compartilhe esse artigo:

Comente o que achou:

Econt Agro

a melhor solução em software de gestão para sua Fazenda!
Categorias

Últimas notícias