Search

Confira as perspectivas para a safra 23/24

No cenário dinâmico do agronegócio, onde a união da tecnologia, sustentabilidade e inovação tem se tornando essencial para o sucesso do setor, é preciso ficar de olho nas expectativas para safra 2023/2024.

À medida que os produtores se preparam para o próximo ciclo agrícola, conhecer antecipadamente como deve ser o próximo ano é importante para que o produtor rural possa planejar suas atividades de maneira eficiente e lucrativa. 

Quer conhecer as perspectivas do clima para a safra 23/24? Confira o nosso artigo!

Estimativa geral para a safra 23/24

À medida que a temporada agrícola 2023/2024 se inicia, a estimativa para o agronegócio brasileiro na próxima temporada também deixa o setor intrigado e, claro, esperançoso. 

As projeções feitas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a produção de grãos, divulgadas recentemente, traçam um cenário de 319,5 milhões de toneladas, representando uma ligeira redução de 1% em relação à safra anterior. 

No entanto, esse cenário é considerado positivo, principalmente, porque essa perspectiva pode ser atribuída ao excepcional desempenho registrado na temporada passada, superando as expectativas do mercado, juntamente com os potenciais impactos climáticos e do fenômeno El Niño nas plantações brasileiras.

Confira as estimativas dos principais grãos:

Trigo

O trigo continua sendo protagonista na agricultura brasileira na próxima safra Em 2024, há uma notável intensificação na produção desse cereal. 

Segundo a Conab, a produção brasileira de trigo registrou um surpreendente aumento de 76% nos últimos cinco anos, culminando em 2022 com a maior safra já colhida, totalizando 9,5 milhões de toneladas de grãos.

As perspectivas para a temporada 2023/2024 continuam otimistas. A expectativa é que a produção de trigo tenha um crescimento significativo de 6,1% na área de plantio. 

Soja

Ainda segundo o levantamento da Conab, para a safra 23/24, a produção de soja no Brasil está estimada para alcançar um marco sem precedentes, atingindo a notável cifra de 162,4 milhões de toneladas.

Este aumento de 5,1% em comparação com a colheita anterior é impulsionado por um incremento significativo de 2,8% na extensão territorial dedicada ao plantio, agora abarcando uma área expandida para 45,3 milhões de hectares.

Além disso, a estimativa é que a soja apresente um crescimento expressivo de 2,2% na produtividade, elevando-se a 3.585 quilos por hectare. 

Milho

Para o próximo ciclo 23/24, as projeções indicam que a produção mundial de milho alcançaria a marca de 1.222,8 milhões de toneladas, refletindo um aumento notável de 6,3% em comparação com a safra anterior de 2022/23.

No Brasil, a produção está estimada em 129 Mt, apresentando uma ligeira redução de 2,3% em relação ao ciclo agrícola precedente. 

Algodão em pluma

O algodão em pluma, por sua vez, prevê 2,9 milhões de toneladas, refletindo uma diminuição de 5,6% em comparação com 2022/23.

Além disso, analisando a extensão cultivada, os produtores estão projetados para plantar 78,9 milhões de hectares, um aumento modesto de 0,5%. Este panorama inclui 45,3 milhões de hectares destinados à soja, mais de 21 milhões ao milho e 1,7 milhão para o algodão.

Produção pecuária

A produção pecuária, com previsões animadoras para carne de frango, carne bovina e carne suína. 

Para 2024, a produção de carne suína está estimada em 5,6 milhões de toneladas, evidenciando o maior crescimento entre as diversas fontes proteicas, com um aumento notável de 4%. 

Dicas para ter uma boa safra 23/24 

Se você, produtor rural, quer diminuir riscos e eventuais perdas na próxima safra, é preciso adotar uma série de medidas alternativas e preventivas. Confira as principais:

Diversificação de culturas 

A primeira delas é a diversificação de culturas. Ou seja, plantar uma variedade de cultivos ao invés de depender exclusivamente de um único tipo pode reduzir os impactos negativos causados por condições climáticas adversas ou eventos imprevistos.

Investimento em tecnologia

Somado a isso, é importante também investir em tecnologias agrícolas modernas, como sistemas de monitoramento climático, drones e softwares de gestão.

Isso é essencial porque os produtores podem antecipar problemas potenciais, otimizar o uso de recursos e tomar decisões mais informadas.

Práticas sustentáveis e estratégias de conservação do solo

Adote práticas sustentáveis e estratégias de conservação do solo, pois isso contribui para a preservação ambiental e também melhora a resiliência do sistema agrícola, tornando-o mais resistente a eventos climáticos extremos. 

Tenha parcerias com especialistas agrícolas 

Estabeleça parcerias com especialistas agrícolas e busque capacitação, pois esses profissionais podem oferecer insights valiosos sobre as melhores práticas e inovações no setor, contribuindo para o sucesso a longo prazo.

De forma resumida, a combinação de diversificação, adoção de tecnologias avançadas e práticas sustentáveis são estratégias eficientes para reduzir riscos e perdas, promovendo a resiliência e o sucesso na próxima safra.

Conclusão

Mesmo tendo uma ligeira queda, o setor do agronegócio ainda tem boas perspectivas para a safra 23/24 e, você produtor rural, precisa estar preparado para atender as demandas do mercado e ter sucesso no próximo ciclo.

Gostou do artigo? Então, continue acompanhando o nosso blog, pois trazemos assuntos interessantes sobre o mercado do agronegócio. 

Compartilhe esse artigo:

Comente o que achou:

Econt Agro

a melhor solução em software de gestão para sua Fazenda!
Categorias

Últimas notícias