Blog

Importância do Controle de Custo de Produção por Hectare e Como Calcular

Sua fazenda faz um controle de custo de produção por hectare de forma adequada? Saiba que esse cuidado é fundamental se você quer evitar prejuízos financeiros, tomar decisões acertadas e, claro, aumentar o lucro da sua fazenda. 

Pensando nisso, elaboramos um artigo completo e com pontos claros para que possa controlar os custos por hectare e garantir muito mais rentabilidade da sua lavoura. Confira!

 

Por que fazer um controle de custo na gestão da sua fazenda?

Fazer o controle de custo de produção por hectare é importante para que sua fazenda tenha uma saúde financeira sólida, entendendo quanto gasta para produzir em cada pedaço de terra.

Isso porque, é justamente por meio desse controle que você consegue otimizar os investimentos nas áreas de cultivo e reduzir gastos desnecessários que, muitas vezes, passam despercebidos.

Além disso, quando se acompanha os custos de produção por hectares, você também consegue ter uma maior produtividade das suas terras,  aumentando, assim, os lucros da sua fazenda.

 

Como calcular o custo de produção por hectare?

Calcular o custo de produção por hectare exige uma boa organização para, assim, conseguir somar as despesas fixas e variáveis em todo o seu processo de produção, incluindo cada aspecto que gera gastos.

Vem com a gente e vamos entender cada um desses pontos! 

 

Produtos usados

Para fazer um cálculo adequado dos custos de produção por hectare, você precisa levar em consideração não apenas os valores investidos na sua lavoura, mas também tudo que foi usado, de fato, na sua produção.

Isso inclui sementes, produtos para fertilização e também os agrotóxicos. 

No caso das sementes, é possível entender tudo que foi usado por meio da densidade do plantio. Dessa forma, o ideal é fazer um cálculo com base no valor do quilo da semente versus o quilo de sementes por hectare.

A mesma regra deve ser usada no cálculo da correção e fertilização do seu plantio. Já no caso dos agrotóxicos, o mais recomendado é fazer o cálculo com base nos custos dos defensivos aplicados na safra, no pré, pós e também na fase da colheita. 

Para o cálculo, tenha em mãos os dados da quantidade de produto usado por hectare e multiplique pelo valor do litro do produto.

 

Processos operacionais

Os gastos com os processos operacionais também entram no cálculo, mesmo sabendo que essa etapa é mais complexa, pois há muitas variações como o sistema de cultivo usado pela sua fazenda, entre outros aspectos. 

Dessa forma, para simplificar o cálculo, leve em consideração as horas usadas para cada atividade, pois, dessa forma, o controle será mais efetivo e os dados ficarão muito mais claros. 

Depois de saber as horas gastas em cada atividade, calcule o custo de cada uma de forma individual. Por exemplo: se para determinada operação, você usa um veículo alugado, é preciso colocar os gastos com a locação e combustível. 

Para veículos próprios, considere outros custos, como manutenção, depreciação, e também o combustível. Todos esses aspectos devem ser multiplicados pelo consumo por hora e, depois, divididos pelos hectares cultivados.

No caso da manutenção, é preciso considerar o valor médio das manutenções feitas para cada safra. Use a fórmula:

Depreciação anual = (valor de compra – valor residual ao final da vida útil) / anos de vida útil

É possível fazer o cálculo ainda por horas de vida útil, considerando a média de horas em que o veículo é usado por safra ou ano.

 

Mão de obra

Não podemos esquecer da mão de obra para fazer a sua produção agrícola acontecer. Sendo assim, se o colaborador da sua fazenda for contratado por meio da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), você pode incluir o salário dessa pessoa por safra e incluir nessa soma também os demais impostos. 

Faça o cálculo do salário por hora trabalhada para cada funcionário. Depois, multiplique as horas totais de trabalho pelo valor estimado.

 

Transporte e armazenagem

Não podemos deixar de fora o transporte e armazenagem de tudo que foi cultivado e deve ser comercializado posteriormente. 

No caso do transporte fretado, faça o cálculo com base no número de horas dos trabalhos e o valor pago por hora. Feito isso, divida os valores pelo número de hectares.

Além disso, os custos da  armazenagem  podem variar, pois é possível guardar os produtos agrícolas em silo próprio ou locar um espaço.  No caso do aluguel, o cálculo é mais fácil.

Sendo assim, para fazer o cálculo, use o custo para armazenar a produção total e divida pelo número de hectares produzidos.

No caso de silo próprio, use no cálculo o investimento inicial e, em seguida, divida os anos de retorno de investimento. 

Depois, é só somar os custos de manutenção do espaço armazenagem, dividido pelos hectares cultivados e armazenados.

 

Custos financeiros

Nesta etapa, calcule os juros praticados sobre o custeio da safra, possíveis juros de financiamentos e o custo de oportunidade, que é o lucro que não é obtido, caso use a área para outra finalidade.

Ao considerar esses pontos, você saberá exatamente os custos de produção por hectare.

 

Conclusão

Mas se você quiser facilitar ainda mais o controle dos custos de produção por hectare, conheça a Econt Sistemas, que reúne soluções eficazes e essenciais para o Agronegócio.

O nosso sistema possibilita uma gestão eficiente, precisa, produtiva e automatizada que une a gestão financeira e o gerenciamento da sua lavoura, integrando rotinas financeiras à gestão agrícola. Podendo apurar seus resultados usando os regimes de caixa e competência ora aprendidos simultaneamente.

Com o nosso sistema, você poderá emitir documentos eletrônicos, fazer gestão de contrato de grãos, pedidos de compras, controle de rentabilidade, gerenciamento do fluxo de caixa, colheita e produtividade, romaneio, planejamento de safra e muito mais.

Acesse o nosso site e entenda melhor como o nosso sistema pode te ajudar a fazer a gestão financeira e contábil da sua Fazenda.