O Backup: A segurança das informações

O ramo tecnológico vem se expandindo, e ganhando mercado, com suas novas funcionalidades e ideias inovadoras, que maximizam desde as rotinas empresariais até um controle de finanças doméstico, isso tudo envolve comandos, tabelas, códigos, enfim, informações que são necessárias, para se montar um Software e atender uma necessidade do usuário ou mercado.
Como dizem: “para cada cadeado, existe uma chave”, e tentar descobrir a chave para ter acesso, as suas informações pessoais e empresariais, é a grande meta de um Cracker, que se empenha em obter informações e depois solicitar uma quantia para resgate desses dados ou apenas para provar que “sabe” realizar tal procedimento.
Contudo, é bom salientar que entre Hacker e Cracker existe uma diferença e pode ser visto como algo simples, mas que na maioria das vezes, tratamos como sendo os dois a mesma coisa, além disso, há situações em que atribuímos o termo Hacker, aquelas pessoas que invadem a rede, criptografam arquivos, e no final acabam pedindo resgate para devolver aquilo que foi corrompido, mas na verdade, seria ao contrário, Hacker seria o lado bom, o mocinho de toda a história, enfim é aquele que faz modificações inteligentes em Softwares, visando melhorar sua usabilidade ou adaptar alguma rotina no intuito de maximizar a rotina de trabalho. E quando usamos o termo Cracker, tem a mesma definição de Hacker, o que muda é o seu uso, pois o Cracker é aquele que usa seus conhecimentos para o bem próprio, sendo uma pessoa sem escrúpulos e brio, quebrando a proteção do sistema para acessar suas informações de forma maliciosa.
Sabendo dessa realidade, existem empresas que contratam os serviços do Hacker para invadirem o seu sistema. Como assim? Isso mesmo, quando se contrata um Hacker para invadir seu próprio sistema, tem o objetivo de que se o Hacker conseguir invadir, temos aí uma brecha para o Cracker, e em cima dessa falha, os programadores tendem a tonar mais seguro, fazendo com que o sistema se torne mais protegido.
Diante de todas essas informações não podemos deixar nossos dados, sem qualquer tipo de proteção, e além disso temos também que mudar algumas atitudes nossas, que seria efetuar um Backup diário, seja manualmente ou configurando aplicativos de terceiros, para fazer automático o Backup, e arquivar de forma segura em um HD externo ou na nuvem, enfim ter precaução e zelo com as informações que levaram tempo para serem alimentadas no Banco de Dados.

Algumas dicas para melhor proteger suas informações:
– Executar a análise do Antivírus (Se necessário inserir o programa nas exceções);
– Download/acesso de dados de sites com conteúdo duvidosos;
– Não abra anexos de e-mail estranhos;
– Se constatar que uma máquina, está infectada imediatamente desconecte da rede e a desligue em seguida entre em contato com seu Técnico;
– Mantenha o sistema operacional atualizado (Windows, Mac ou Linux).
– Utilize senhas alfanuméricos (Letras + números), se possível, use um caractere especial (*, #,@).

Fonte: INFOESCOLA.COM.BR e G1.GLOBO.COM

Compartilhar este Post



Redes Sociais